Telefone: (62) 3233-0010 Email: stiueg@uol.com.br Contato Hino STIUEG

Leia..

Goianos ficam mais tempo no escuro

Salve e compartilhe
04/07/2018

O Jornal O Popular publicou uma matéria falando das quedas de energia que vêm acontecendo em todo o Estado. Segundo a publicação, os apagões são cada vez mais longos e a população sente na pele os malefícios da venda da Celg para a estatal italiana Enel.

O STIUEG sempre lutou contra o processo de privatização, mostrando que este é um péssimo negócio. As conseqüências dos crescentes apagões é um prejuízo incalculável para os setores da economia Goiana, as indústrias rurais como é o caso dos laticínios, granjas, irrigação entre outras, têm amargado grandes perdas. Nas áreas urbanas a indústria, os pequenos e grandes comércios sofrem a mesma demanda, esse último com altos investimentos em fontes de energia como grupos geradores, os pequenos sem o poder de investimento para buscar alguma fuga do sistema Enel, até mesmo perdem a produção dos produtos já prontos como é o caso dos setores de alimentação.

A crise também se agigantou nos lares Goianos, as inúmeras perdas de eletro-eletrônicos e equipamentos de informática têm levado prejuízos irreparáveis, que para terem a indenização precisam passar por um burocrático processo administrativo de ressarcimento.

Entendemos que o problema dos apagões não está somente ligado a falta dos necessários investimentos, ou interrupções programadas, é principalmente pela queda da qualidade dos serviços prestados, o processo de demissão impetrado pela Enel, não considerou o Know-How e a profunda experiência do seu quadro profissional, para execução e prestação dos serviços elétricos em Goiás, o que foi amplamente alertado por esse Sindicato.

O STIUEG repudia as demissões que aconteceram e acontecem desde que a ENEL assumiu a empresa deixando deficitário o quadro qualificado que a CELG sempre teve. Outro fator importante e que tem contribuição direta para esse agravamento é o estado de medo que vive hoje os profissionais da empresa, que trabalha sob pressão devido a sobre carga de serviços e ameaça constante de demissões, ou seja, a alta rotatividade profissional não permite o conhecimento profundo do complexo sistema elétrico em Goiás. Outro fato importante de lembrar é que em anos anteriores, antes do sucateamento proposital por parte do Governo do Estado, a CELG foi considerada uma das melhores prestadoras de serviço na área de energia do País, portanto, a privatização não é garantia de melhoria na prestação dos serviços e causa prejuízos gigantescos para o Estado.

Destaques

Newsletter

Stiueg

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas no Estado de Goiás (STIUEG) teve seu início no ano de 1949, com a criação da Associação dos Funcionários da CELG. O segundo passo importante dessa história foi dado com a extensão de base para a Associação dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas no Estado de Goiás...

Onde estamos

® STIUEG.ORG.BR
Rua R-2 nº 210 Setor Oeste
Goiânia - Goiás CEP: 74125-030
Telefone: (62) 3233-0010
Email: stiueg@uol.com.br

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Supera Web X