Telefone: (62) 3233-0010 Email: stiueg@uol.com.br Contato Hino STIUEG

Leia..

Aposentadoria especial dos eletricitários pode acabar com Reforma

Salve e compartilhe
23/01/2019

A aposentadoria especial dos eletricitários/eletricistas pode estar próxima do fim. Isso porque a Reforma da Previdência Social do Governo de Jair Bolsonaro, se manter o projeto do Governo Temer, propõe que esses profissionais percam o direito a aposentadoria especial.

Paulo Guedes. ministro da Economia, diz a que deseja aproveitar alguns pontos da Reforma elaborada no Governo Temer. E buscar meios de economizar ainda mais o investimento Público com a Previdência Social. Ou seja, a tendência é que a Reforma seja ainda mais ‘pesada’ para os trabalhadores do que o projeto apresentado até aqui.

No entanto é preciso salientar que, não há nada definitivo, porém, dentro do que já se sabe, se a Reforma da Previdência fosse aprovada hoje, da forma em que está. Como ficaria a aposentadoria para os eletricistas?

Aposentadoria Especial dos eletricistas

Os eletricistas tem direito à aposentadoria especial, pois estes profissionais ficam expostos a diversos riscos à saúde. O dia-a-dia do eletricista envolve o contacto direto com fios de alta tensão. E um choque pode inclusive matar esse profissional. Por isso, os eletricistas tem direito a se aposentar com 25 anos de profissão, desde que tenham passado esse período atuando em sua área.

Agora, se a Reforma da Previdência Social for aprovada como está, essa regra vai mudar. Assim os eletricistas vão demorar ainda mais para se aposentar. E ao mesmo tempo o benefício também vai diminuir, o que pode acarretar em queda na renda após a aposentadoria.

Eletricistas podem perder o direito de se aposentar com 25 anos de profissão

Anteriormente os eletricistas podiam se aposentar com 25 anos de contribuição, o que geralmente acontecia, quando o profissional completava 50 anos de idade. Com a Reforma, é provável que os eletricistas passem a se aposentar com 63 anos, se mulher e 65 anos, se homem. Sendo que, não vai mais haver a aposentadoria por tempo de contribuição para a categoria.

Valor do benefício tende a ficar menor

Isso é, os eletricistas vão ser atingidos pela Reforma da Previdência em sua Integralidade. Já que  a insalubridade pode deixar de ser um fator determinante para garantir a aposentadoria especial. Sendo assim, os eletricistas podem passar a se aposentar, após a Reforma, com o mesmo tempo de trabalho que os demais profissionais, que não estão colocando a vida em risco.

Outra mudança que pode ocorrer com a Reforma da Previdência é a no valor do benefício. Ou seja, a aposentadoria do eletricista pode ficar menor.

Atualmente os eletricistas podem se aposentar com o mesmo valor do salário atual. Porém após a Reforma, o valor da aposentadoria pode ser de 60% da média contributiva, aumentando gradativamente conforme aumenta o tempo de contribuição. Este aumento terá um limite máximo de 40 anos de contribuição.

Sendo assim, os eletricistas vão ser prejudicados financeiramente caso a Reforma da Previdência seja aprovada nesses moldes. E também serão prejudicados em relação ao tempo de aposentadoria, pois vão passar a se aposentar mais tarde. (fonte: DCO Advogadas)

Destaques

Newsletter

Stiueg

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas no Estado de Goiás (STIUEG) teve seu início no ano de 1949, com a criação da Associação dos Funcionários da CELG. O segundo passo importante dessa história foi dado com a extensão de base para a Associação dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas no Estado de Goiás...

Onde estamos

® STIUEG.ORG.BR
Rua R-2 nº 210 Setor Oeste
Goiânia - Goiás CEP: 74125-030
Telefone: (62) 3233-0010
Email: stiueg@uol.com.br

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Supera Web X