Telefone: (62) 3233-0010 Email: stiueg@uol.com.br Contato Hino STIUEG

Leia..

Prévia da inflação oficial tem a terceira alta seguida

Salve e compartilhe
21/09/2011

 

Embora a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) de Goiânia tenha registrado o menor índice do País, de 0,31%, este foi o terceiro mês consecutivo de alta, e superou as previsões de analistas, em setembro, pressionada principalmente por aumentos de alimentos e passagens aéreas.

No Brasil, o IPCA-15, que é uma prévia da inflação oficial, também subiu e ficou em 0,53%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O maior índice foi registrado em Brasília (0,79%).

Economistas ressaltaram a alta dos custos de serviços - uma indicação de pressão de demanda- e que o cenário tem riscos, inclusive com a recente alta do dólar, que encostou em R$ 1,80.

Em Goiânia, entre a segunda quinzena de agosto e a primeira quinzena de setembro, segundo o IBGE, os custos do grupo alimentação e bebidas aumentaram 0,78%, em média, com elevações de produtos como arroz (2,02%), feijão (2,01%), carnes (2,20%), pão francês (1,55%), leite (2,45%), óleo de soja (0,49%) e outros.

Avião

Os custos de transportes aceleraram o aumento de 0,03 para 0,14%, refletindo um reajuste nas passagens aéreas, de 21,89%, e do etanol (0,10%), embora a gasolina tenha diminuído 0,74% e o ônibus interestadual -3,86%.

O grupo habitação também continuou em alta de 0,15%, na pesquisa do IPCA-15, pressionado pelo reajuste de 0,58% do aluguel residencial.

As despesas pessoais subiram 0,63% em função do aumento dos preços dos serviços de manicure/pedicure (2,93%) e dos brinquedos (3,87%), devido a previsão de maior procura por conta da chegada do Dia das Crianças, em 12 de outubro.

A contrapartida da alta do IPCA-15 de setembro veio do grupo vestuário, o único que registrou variação negativa de 0,30%. Para analistas, o IPCA cheio de setembro também deve vir mais pressionado, como o IPCA-15, sendo a principal pressão também a de alimentos.

Indicação

O IPCA-15 é uma prévia do IPCA, índice usado pelo governo como referência para as metas de inflação. A única diferença é o período de coleta dos preços. O IPCA-15 de setembro colheu os preços de 13 de agosto a 13 de setembro, enquanto o IPCA mede o mês calendário.

O indicador refere-se às famílias com rendimento de 1 a 40 salários mínimos e abrange as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além de Brasília e Goiânia.

acumulado

Na média nacional, com o resultado anunciado ontem, o IPCA-15 acumula taxas de inflação de 5,04% no ano e de 7,33% em 12 meses até setembro. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-E) acumulou uma alta de 0,90% no terceiro trimestre do ano, segundo dados divulgados pelo IBGE. O resultado é bem superior ao registrado em igual período de 2010, quando a taxa foi de 0,17%.

O aumento nas passagens aéreas liderou a relação dos principais impactos no IPCA-15. Os voos para setembro subiram 23,40% .

Jornal OPopular / Sônia Ferreira - 21 de setembro de 2011 (quarta-feira)

Destaques

Newsletter

Stiueg

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas no Estado de Goiás (STIUEG) teve seu início no ano de 1949, com a criação da Associação dos Funcionários da CELG. O segundo passo importante dessa história foi dado com a extensão de base para a Associação dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas no Estado de Goiás...

Onde estamos

® STIUEG.ORG.BR
Rua R-2 nº 210 Setor Oeste
Goiânia - Goiás CEP: 74125-030
Telefone: (62) 3233-0010
Email: stiueg@uol.com.br

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Supera Web X