Telefone: (62) 3233-0010 Email: stiueg@uol.com.br Contato Hino STIUEG

Leia..

Debate sobre a privatização da Celg

Salve e compartilhe
09/06/2015

 

Na tarde do dia 08/06, os trabalhadores da CELG lotaram o auditório da Assembléia Legislativa para participar da audiência pública que tratou sobre privatização da Celg.

A audiência foi uma iniciativa do Deputado Estadual José Nelto (PMDB) em parceria com o STIUEG.

A Mesa foi composta pelos seguintes nomes: promotor de Justiça do Ministério Público do Estado de Goiás, Fernando Krebs; deputado federal Rubens Otoni (PT); vereador Paulo Magalhães (SD); representante dos trabalhadores do Conselho de Administração da Companhia Celg de Participações, Wagner Alves Vilela Júnior e o segundo diretor administrativo do STIUEG, Heliomar Palhares Pedrosa. 

O deputado afirmou que a privatização consiste em uma manobra para vender a CELG e criticou todo o processo dizendo que os servidores não foram chamados para participar da discussão sobre o tema.

Wagner Alves, membro do Conselho de Administração da CELG, questionou quais os benefícios que a privatização traz. segundo  ele, as privatizações no Brasil começaram na metade da década de 90 e aconteceram de forma acelerada sob a justificativa de que as empresas públicas eram deficitárias. Mas para o conselheiro, este motivo não se aplica à empresa goiana, pois ela não dá prejuízo para o Estado. Na ocasião, Wagner apresentou números que revelam que a situação financeira da CELG não seria deficitária, caso ela tivesse recebido do governo o que tinha de direito em várias negociações acontecidas no passado.

Na ocasião, o Diretor do STIUEG Heliomar Palhares Pedrosa, disse que a privatização da CELG não é um fato de agora. Ela começou com as terceirizações, hoje 2/3 da mão de obra já é terceirizada, e agora o governo tenta como desfecho da entrega do patrimônio público, a venda em condições de baixa de preço devido ao sucateamento que o próprio governo impôs à CELG. “A privatização não é garantia de melhoria na prestação dos serviços, exemplificando, nesse quesito, empresas privatizadas que estão entre as piores e estatais que estão entre as melhores” ressaltou.
De acordo com o promotor Fernando Krebs, a solução não seria privatizar e nem manter estatizada nos termos atuais. O recomendável é manter a CELG estatal, mas com uma administração realmente pública, com um conselho de administração que tenha a participação de mais trabalhadores e integrantes da sociedade em geral, para reduzir a ingerência política e aumentar a transparência e eficiência da empresa.

Representante do corpo jurídico do STIUEG, o advogado João José Machado também se manifestou contra a privatização da Celg durante seu pronunciamento na audiência. “Na América Latina, tivemos lutas heróicas de nacionalização de grandes empresas multinacionais. No momento, acontece o mesmo em Goiás. Vocês hoje estão fazendo história. Muitos outros trabalhadores estão fazendo isso em outros Estados, e também na Argentina, no Uruguai, na Colômbia e na Europa. É a organização dos trabalhadores que vai dar consistência ao movimento”, salientou.

 Ao final da audiência pública, ficou decidido que o Sindicato vai entrar com uma representação junto ao Ministério Público contra a privatização. Ele informou também que, na próxima semana, vai ter uma audiência com o vice-presidente da República, Michel Temer, para tratar do assunto. Na ocasião o Sindicato informou que na próxima sexta-feira haverá uma assembléia dos trabalhadores em frente à empresa para discutir assuntos referentes ao acordo coletivo 2015.

 

Destaques

Newsletter

Stiueg

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas no Estado de Goiás (STIUEG) teve seu início no ano de 1949, com a criação da Associação dos Funcionários da CELG. O segundo passo importante dessa história foi dado com a extensão de base para a Associação dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas no Estado de Goiás...

Onde estamos

® STIUEG.ORG.BR
Rua R-2 nº 210 Setor Oeste
Goiânia - Goiás CEP: 74125-030
Telefone: (62) 3233-0010
Email: stiueg@uol.com.br

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Supera Web X