Telefone: (62) 3233-0010 Email: stiueg@uol.com.br Contato Hino STIUEG

Leia..

Economistas já preveem queda do PIB em 2016

Salve e compartilhe
17/08/2015

As previsões dos economistas do mercado financeiro em relação ao desempenho da economia em 2015 e 2016 pioraram mais uma vez. O relatório Focus, do Banco Central, mostra pela primeira vez que este ano deve terminar com uma queda no PIB de mais de 2%, enquanto para o ano que vem a expectativa já é de retração, de 0,15%. Já as expectativas em relação à inflação em 2015 deram trégua pela primeira vez após 17 semanas de alta e foram mantidas em 9,32%.
 

Para o PIB de 2015, a projeção dos economistas piorou pela quinta semana seguinte. No último relatório, divulgado na segunda-feira da semana passada, a expectativa era de que a economia terminasse o ano com uma retração de 1,97%. O recuo, porém, deve ser mais intenso, de 2,01%, segundo a mais recentes pesquisa Focus. Há um mês, a expectativa de retração era mais modesta, de 1,70%.

 
 

Em 2016, pela primeira vez, os economistas acreditam que o PIB ficará no terreno negativo. É a segunda semana seguida de redução das expectativas. Na semana passada, a previsão era de que a economia terminasse o ano que vem estagnada. A pesquisa divulgada hoje, porém, já indica que a atividade econômica vai recuar 0,15%. Há quatro semanas, os economistas ainda acreditavam em uma alta de 0,33%.

Em relação ao IPCA, após 17 semanas seguidas de elevação da expectativa para a taxa oficial deste ano, os economistas mantiveram os mesmos 9,32% da semana passada. Já em 2016, a inflação deve ficar em 5,44%, com uma leve alta frente ao dado projetado na semana passada, que foi de 5,43%. Há quatro semanas, no entanto, os economistas apostavam em 5,40%.

A cotação do dólar no fim deste ano e do próximo também foi revista pelos economistas consultados pelo Banco Central. Em 2015, a moeda americana deve fechar o ano em R$ 3,48. O valor é bem superior aos R$ 3,40 projetados na semana passada e marca a quarta elevação seguida. Há apenas quatro semanas, a cotação esperada era de R$ 3,23 no fim deste ano.

Para 2016, a expectativa também é de alta em relação à moeda americana. Os economistas acreditam que a moeda ficará em R$ 3,60 no fim do ano — a terceira alta consecutiva e também bem acima dos R$ 3,50 do último Focus. Há um mês, esperava-se que a divisa americana fechasse o ano que vem em R$ 3,40.

A taxa básica de juros, a Selic, deve ficar em 14,25%, segundo o Focus. Os economistas mantiveram a expectativa para este ano no mesmo patamar atual, que já está em 14,25%. Já para o ano que vem, a previsão desta semana mostra leve queda frente ao relatório anterior, de 12% para 11,88%.

Destaques

Newsletter

Stiueg

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas no Estado de Goiás (STIUEG) teve seu início no ano de 1949, com a criação da Associação dos Funcionários da CELG. O segundo passo importante dessa história foi dado com a extensão de base para a Associação dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas no Estado de Goiás...

Onde estamos

® STIUEG.ORG.BR
Rua R-2 nº 210 Setor Oeste
Goiânia - Goiás CEP: 74125-030
Telefone: (62) 3233-0010
Email: stiueg@uol.com.br

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Supera Web X